Estamos vivendo uma das épocas mais intensas da história, em que focamos demais na vida profissional e em outros aspectos cotidianos, como as redes sociais. Além disso, o aumento da modalidade de home office também aumentou em muito o tempo que passamos dentro de casa. 

Dessa forma, deixamos de lado questões básicas que podem melhorar significativamente a qualidade de vida, como dedicar um tempo para o próprio bem-estar, cultivando hábitos mais saudáveis para o corpo e para a mente. 

Como se não bastasse esse ritmo intenso, estamos enfrentando uma pandemia. Diante dessa nova realidade, trabalhar em casa se tornou algo muito presente na vida dos brasileiros. 

Uma questão não pode ser deixada de lado em momento algum: a saúde. Por isso, nas próximas linhas, você verá dicas para se manter saudável na quarentena!

Trabalhar em casa e manter a saúde

Em meio à pandemia do novo coronavírus, muita gente passou a adotar o home office. Com isso, tornou-se muito importante ter um local agradável para trabalhar em casa, afinal, a saúde e o bem-estar devem vir em primeiro lugar. Por isso, não deixe de cuidar de si mesmo durante a quarentena

Para auxiliar na manutenção da saúde mental e física, há alguns hábitos e cuidados simples que podem ser inseridos no seu dia a dia. Atentar-se para questões como postura, organização do espaço de trabalho, alimentação e prática de atividades físicas são alguns exemplos. Saúde mental

Atualmente passamos a maior parte do tempo sentados, lidando com aparelhos tecnológicos e, muitas vezes, não nos alimentamos de forma balanceada, além de estarmos sempre com pressa. Todos esses fatores influenciam no psíquico de cada indivíduo. 

Trabalhar em casa torna-se muito mais prazeroso quando cuidamos da saúde mental!

Pensando nisso, criamos uma lista de atividades e hábitos que podem te auxiliar a manter a saúde mental em dia mesmo durante um período tão delicado como esse, em que estamos enfrentando uma pandemia e um distanciamento social. Confira:

1. Meditação

A meditação consiste em uma modalidade na qual a pessoa utiliza técnicas para focar os pensamentos no momento presente, visando alcançar um estado de clareza mental e emocional. De acordo com um estudo feito na Universidade Johns Hopkins, nos Estados Unidos, foi comprovado que meditar durante 30 minutos todos os dias ajuda a aliviar sintomas da ansiedade.

Isso ocorre porque a prática reduz as consequências negativas do estresse psicológico. A partir de técnicas como ficar em silêncio, esvaziar e manter a mente vazia e alcançar a conexão entre a alma e o espírito, a meditação auxilia na redução do estresse, da ansiedade e do nervosismo, ajudando o indivíduo a se manter saudável mentalmente.

2. Pilates

Unindo técnicas de respiração e alongamento dos músculos, o pilates trabalha o movimento corporal, a respiração, o controle emocional, a concentração e o autoconhecimento. Com isso, a prática permite que a pessoa melhore aspectos físicos e mentais, reduzindo o estresse, a irritabilidade e os sintomas de ansiedade.

3. Yoga

O yoga é uma prática indiana que consiste na realização de técnicas e posturas capazes de desacelerar a mente e a respiração, revertendo quadros ansiosos, por exemplo. Os exercícios respiratórios são estratégias muito eficazes nesse sentido. A partir da reunião dessas técnicas, o indivíduo aprende a manter a calma até mesmo em situações que antes eram mais estressantes.

É possível dizer que praticar yoga estimula as funções e níveis de energia do corpo e do cérebro, melhorando o seu funcionamento. O foco na respiração reduz a absorção de informações não necessárias e excessos de pensamentos, principalmente os ruins, atuando como uma faxina mental. 

4. Playlist para relaxar

Para relaxar a mente e não pensar nos afazeres, uma playlist com suas músicas favoritas pode ser muito útil. É importante reservar um tempo para fazer coisas que te agradem e te desligam do ritmo frenético do cotidiano. 

Ouvir músicas do seu gosto podem ajudar nesse quesito. Além disso, atividades como assistir a um filme ou a uma série podem ser grandes aliadas nesse momento de distanciamento social e home office.

5. Detox de redes sociais

Lidar com as redes sociais nunca foi fácil. Muitas vezes, entramos no Instagram apenas para dar uma olhadinha no feed, mas quando nos damos conta, percebemos que já se passou quase uma hora. Durante o expediente, mesmo que você esteja trabalhando em casa, faça um detox de redes sociais. Assim, quando seus afazeres terminarem, você pode curtir as novidades on-line sem preocupação.

6. Metas possíveis

Trabalhe com metas possíveis e não se compare aos seus colegas, afinal, cada um lida de uma forma diferente com cada situação. Respeite seu tempo e suas vontades, não imponha metas muito difíceis de serem realizadas, pois isso só trará frustração e sensação de incapacidade. 

Em um momento de pandemia, o mais importante é se sentir bem consigo mesmo!

7. Organização

Mantenha o seu ambiente de trabalho organizado e confortável. Isso evitará futuros estresses, auxiliando na manutenção da saúde mental. Além disso, a organização pode te fazer colher bons frutos no seu emprego, afinal, um local de trabalho organizado impacta diretamente no rendimento do trabalhador. 

Um estudo realizado pela Universidade de Princeton, nos Estados Unidos, analisou o desempenho de pessoas organizadas e desorganizadas durante um trabalho. 

A análise concluiu que os “bagunceiros” não só se dispersaram mais vezes, perdendo o foco nas tarefas, como também tiveram seu nível de estresse aumentado. Por isso, é essencial manter seu local de trabalho organizado.

Saúde física

Embora muitas das atividades citadas anteriormente auxiliem também na saúde física dos indivíduos, há alguns hábitos que podem impactar de maneira mais direta nesse quesito. Porém, a maioria das recomendações listadas a seguir trazem benefícios para a mente também. 

Cuide-se, alimente-se bem! Faça deste trabalhar em casa o seu maior aprendizado

Confira alguns hábitos que podem te ajudar a trabalhar em casa e manter a saúde em dia:

1. Pratique atividades físicas

A execução do exercício de maneira adequada provoca a produção de substâncias que influenciam a saúde física e mental dos indivíduos. Dentre os diversos hormônios que são liberados na atividade física está a endorfina, que é produzida pela glândula hipófise e gera sensação de bem-estar no organismo.

Sua ação traz relaxamento, alívio e felicidade, diminuindo, assim, sintomas como ansiedade e irritabilidade.

Yoga, alongamento, ciclismo, dança e vídeos em app para treino em casa são alguns exemplos de esportes que exigem concentração dos praticantes, permitindo que tirem o foco de preocupações e problemas excessivos. Tendo isso em vista, em um momento de pandemia e distanciamento social, a prática de atividades físicas são muito bem-vindas. 

2. Durma bem

Especialistas recomendam dormir pelo menos sete horas por noite, afinal, é durante o sono que o organismo revigora suas funções vitais, deixando o corpo pronto para as atividades do dia seguinte. 

Por isso, é importante desacelerar o pensamento após o expediente, evitando pensar em assuntos profissionais. É aconselhável também parar de mexer em dispositivos eletrônicos pelo menos meia hora antes de dormir, pois a luz azul presente nas telas dos aparelhos afeta a produção de melatonina (hormônio do sono).

3. Alimente-se de forma balanceada

Uma alimentação balanceada faz toda a diferença para o organismo. Quando comemos de forma adequada, equilibrando todos os nutrientes necessários para manter a saúde em dia, o rendimento físico é muito melhor, seja para trabalhar ou realizar as demais atividades do dia a dia.

4. Mantenha-se hidratado

A  hidratação é fundamental para manter a atividade corporal adequada. Por isso, beba pelo menos 2 litros de água por dia.

5. Tome sol

Mais do que um processo estético, tomar sol é muito importante para a saúde. Isso porque a vitamina D — a qual só pode ser sintetizada por meio da luz solar — é essencial para o equilíbrio de diferentes órgãos e funções do nosso organismo. Vale destacar que 15 minutos por dia tomando sol já é suficiente para manter os níveis adequados da vitamina no corpo.

Dicas de ergonomia para seu home office

Como já foi dito anteriormente, é muito importante deixar seu ambiente de trabalho ergonômico e confortável. Sua saúde e sua coluna agradecerão se você tomar simples cuidados. Confira a seguir algumas dicas de ergonomia para seu home office:

1. Atente-se para a altura da cadeira e do computador

O ideal é que a cadeira esteja em uma altura que os braços possam apoiar na mesa a 90º e que a pessoa possa apoiar os dois pés no chão. Em relação à altura do computador (notebook), é preciso que o dispositivo fique na linha dos olhos.

Atente-se para a sua postura

Em relação à postura, é importante que a pessoa encoste o quadril e a coluna no encosto da cadeira. Para ajustar isso, pode ser válido utilizar um travesseiro e um apoio para os pés.

Não fique na mesma posição por muito tempo

Após uma hora na mesma posição, é recomendado que a pessoa se movimente. Levantar e andar pela casa, por exemplo, pode ser uma boa opção. Além disso, faça alongamentos durante o expediente, isso ajudará a melhorar sua produtividade no trabalho. 

Como a telemedicina aparece nesse cenário?

Em meio à pandemia de Covid-19, a telemedicina trouxe uma luz para a área da saúde, pois a necessidade de tecnologias remotas disparou. A plataforma realiza consultas à distância por meio de videochamadas, garantindo que os médicos prestem os cuidados de saúde aos pacientes limitando ambos à exposição ao vírus. 

Vale destacar que a consulta é feita da mesma maneira que ocorre no consultório médico. Muitas vezes, exames clínicos não são necessários, podendo uma simples conversa ser suficiente para o médico analisar o quadro e dar um diagnóstico ao paciente.

É importante ressaltar que a telemedicina não resolve todos casos, mas consegue atender com excelência aqueles mais urgentes que não apresentam complicações maiores. Nesse cenário de pandemia, a telemedicina aparece como uma excelente escolha.

Referências:

Estudo – Johns Hopkins Medicine

Artigo – Benefícios da atividade física para saúde mental

Artigo – Ergonomia da Atividade aplicada à Qualidade de. Vida no Trabalho: lugar, importância e contribuição da Análise Ergonômica do Trabalho (AET)

Este artigo foi útil?

Por: Cia da Consulta

Por: Cia da Consulta

Somos uma rede de clínicas que compreende a medicina e repensa a saúde para que a experiência de cuidar-se seja singular, segura e impecável.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Agende já sua consulta

Visite nosso site, conheça as especialidades e os profissionais e agende no melhor horário para você!

Agendar consulta